sábado, 18 de julho de 2015

Gosto do barulho da chuva, do canto dos pássaros, de sentir o sol e os meus pés na terra. Gosto de árvores, cachoeiras e montanhas. Gosto do mar e seus encantos. Gosto dos bichos, flores e seus aromas. Gosto da contemplação. Gosto das estrelas, lua e céu. Gosto de eternizar momentos, passar um tempo ouvindo um som. Gosto de chá, cafuné e cores. Gosto de conversas, dança, meditação. Gosto de biologia, yoga e floresta. Gosto da flauta, discos e Black Sabbath. Gosto do verde, a preferida cor. Gosto de sonhos, sonhar e sentir. Gosto de filmes. Gosto de discos voadores e seus viajantes. Gosto da noite...

A natureza faz nossa alma cantar.

sexta-feira, 17 de julho de 2015

Mautner tomando conta da noite

'Só me interessam os caminhos que levam ao coração.'

Baby Hippie



''...Fazendo cena de cinema e cena de teatro
Com seu charme de Gal Costa
E jeitinho de baby-hippie...''

E assim um jovem amigo veio a me chamar... ''Baby Hippie!''


domingo, 12 de julho de 2015

Vem, vem cá... chega perto, me abraça
Podes sentir meu coração no teu?
Vem bem pertinho, que logo o caminho
Nos espalhará em diversas missões

Vem, já é hora, não te apavora
Já estivemos aqui num outro agora
Vem, vem sem medo, só há um segredo pra servir.
Te entrega

Vem, vem cumprir todo o plano
E plasmar os sonhos dos Mestres na Terra
Vem bem juntinho,
Nunca estás sozinho quando dizes SIM!

Mesmo que estejas do outro lado do mundo
Do outro lado...

Pois estamos do mesmo lado dos sonhos,
Do mesmo lado amando
Do mesmo lado lutando
Do mesmo lado plasmando... 


Do Outro Lado do Mundo - Celeste e Alana Dédalos.


A inspiração que esta foto gerou em mim fez nascer estes escritos que falam de coisas que me habitam.
 
Assim quero estar,
Com um serzinho de luz à amar
Num infinito amor em conexão com a floresta e todos os seus seres
Pulsando viva em mim, em nós.
Nos meus braços preenchidos de amor.
No útero verde que me protege,
Aos sons das cachoeiras e pássaros que nos regem,
Em nosso lar natural não quero voltar pro normal.

Com cores e flores
Com você assim quero estar,
No nosso verde lar que nos espera pra morar.
Meu pedacinho de amor
Que ainda nem chegou
Mas que já despertou minha consciência e amor.
E assim sigo a te esperar
Com melodia e canção no nosso verde lar.
Meu pedacinho de luz
Que ainda habita o mundo espiritual
Segue já em mim num verdadeiro e leve ritual.
''Procurando uma maneira de desatentar meu coração, eu vou pro mar...''
Soul Brother
''Não lhe bastava o mar infinito. Havia os vazios, desejos, ausência imensa, saudade de algo que lhe faltava. E ela sonhava com coisas longínquas, e as amava: florestas que nunca vira, e pensava que seria bom se, um dia, o mar e a selva se encontrassem e o azul e o verde se misturassem. Ela amava o mar que nela morava, e a selva, ausência, pedaço que lhe faltava."
''Quando estou só e sonho no horizonte, faltam as palavras.''

E a menina continua a dançar  
Compartilhando sonhos com as estrelas,  
Se entregando ao universo  
No amor infinito com a noite ao luar.


 ☾

Sinto


Sinto o meu corpo dançando em compasso com o universo.

Sinto a música que vêm da natureza e com ela o meu corpo vai se expressando através de suaves movimentos em sintonia com o seu ritmo e energia.

Sinto a natureza conversando com o meu interior.
Sinto a esperança e o amor num leve despertar de uma criança, e em cada sorriso seu, representa um recomeço.

Sinto a suavidade e delicadeza da harpa tocando em de mim, 

 E tudo que for diferente disso, eu descarto.

Sinto cada evolução que cresce dentro de mim. 
Sinto cada despertar para as coisas do mundo.

Sinto a luz da lua e seus encantos. 
Sinto os meus desejos e vontades.

Eu bebo os sons que vêm das cachoeiras,
e vou seguindo o seu pulsar.

Índio na cidade

Hoje eu quero ser selvagem
pra me esconder na paisagem
Da minha cabeça indígena
Fugir desse mundo absurdo
é tanta gana, gana, grana
E a felicidade não vem.
E a fumaça embaça a visão,
e a gente vive a vida inteira sem razão.
Hoje eu sou mais um covarde
Perdi a minha liberdade
Sou um índio na cidade.

(Milagro - 1995)

Um dia assim...



Um dia assim,

entre rosas e perfumes,
Sol e Verde

sentindo o cheirinho da natureza,
inspirando boas e vibrantes energias,
saboreando a linda paisagem no horizonte e a

energia pulsante a me entregar.
Na tranquilidade e no som das árvores

Com o meu coração batendo mais forte nesses ares assim eu vou
Sentindo toda intensidade e o mais puro amor dentro de mim.

Sentindo em meu ventre toda a ligação dessa energia especial,

desse momento mágico de uma vida em mim
crescendo e me iluminando,
me fazendo sentir plena de amor,
Fazendo de cada descoberta um momento sublime
à tocar cada cantinho do meu ser.
 ''Em busca da solução do enigma existencial,
andamos por caminhos que
afloram em nosso inconsciente.''